Início » Notícias
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Notícias

Fonoaudiologia é fundamental na recuperação do paciente oncológico

Maria Helena Santos, 55 anos, moradora de Icoaraci, sentia desconforto na garganta e dificuldades em engolir. Com o passar do tempo ela foi perdendo peso, chegando aos 40 kg. O diagnóstico  de câncer de tireoide foi tardio, no entanto, quando a descoberta foi feita em dezembro de 2020, logo foi encaminhada para o Hospital Ophir Loyola, onde realizou a iodoterapia e a cirurgia para a retirada do tumor maligno  este ano.

Localização

Brasil
BR

Mais comum a partir dos 50 anos, câncer de mama também acomete mais jovens

As alterações biológicas ocasionadas pelo envelhecimento e a exposição aos fatores de risco ao longo da vida são causas importantes para o aparecimento do câncer de mama. É mais comum a partir dos 50 anos, mas também acomete mulheres mais jovens em consequência de uma predisposição genética hereditária. Estima-se que cerca de 6% dos casos ocorram antes dos 40 anos, 2% são carcinomas ductais in situs, que são tumores curáveis, localizados nos ductos mamários, e 4% são carcinomas ductais invasores, conforme os dados mais recentes publicados na Revista American Cancer Society em 2019.

Localização

Brasil
BR

Cirurgião torácico do Ophir Lyola chama a atenção à prevenção do câncer de pulmão

O aposentado Eraldo Antônio, 73 anos, descobriu o câncer de pulmão em julho deste ano. Desde o diagnóstico, ele realiza consultas e têm acompanhamento diário dos médicos do Hospital Ophir Loyola. Há 20 anos Eraldo parou de fumar, porém trabalhava em laboratório e lidava com substâncias químicas. “Eu fazia muitas pesquisas com minerais, me expus muito durante a vida, não me cuidava, era relaxado. Uma vez cheguei a me queimar com ácido e nunca procurei um médico para me curar. Hoje toda essa exposição dentro do laboratório pode ter causado a doença”, acredita o aposentado.

Localização

Brasil
BR

Oncologista faz alerta a paraenses sobre o câncer de estômago

Um mal-estar no estômago costuma ser tratado com chás e medicamentos comprados sem orientação médica, porém, a automedicação que alivia temporariamente um sintoma pode mascarar um alerta para algo mais grave, o câncer gástrico. 

Esse tumor não apresenta sinais específicos em fase inicial e muitas das vezes é confundido com gastrite, úlceras pépticas e doenças de refluxos, o que dificulta o diagnóstico precoce.

Localização

Brasil
BR

Prevenção é a melhor forma de reduzir a mortalidade por câncer

Um terço dos novos casos de câncer no mundo poderia ser evitado com medidas preventivas. Contudo, está entre as quatro principais causas de mortalidade antes dos 70 anos de idade na maioria dos países. No Brasil é apontado como a segunda doença que mais mata. Até o final do ano, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estimou a ocorrência de 625 mil novos casos no País. O tipo mais incidente é o câncer de pele não melanoma (177 mil casos novos), seguido dos tumores de mama e de próstata (66 mil, cada), cólon e reto (41 mil), pulmão (30 mil) e estômago (21 mil).

Localização

Brasil
BR