Início » Noticia » Novos servidores são empossados no Hospital Ophir Loyola
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Novos servidores são empossados no Hospital Ophir Loyola

Localização

Brasil
BR

Em solenidade realizada na manhã desta sexta-feira (1º), no auditório Luiz Geolás, em Belém, tomaram posse os 40 candidatos aprovados no último processo seletivo simplificado realizado pelo Hospital Ophir Loyola, em setembro deste ano. A programação iniciou com as boas-vindas da diretoria, seguida de palestras ministradas por representantes de diferentes setores da instituição.

"Estamos fazendo essa integração e acolhimento para que os novos servidores possam estar cientes do que é o hospital, conhecer a estrutura, serviços, especialidades, perfis de referência e atividades de nível fundamental, médio e superior que exercerão", afirmou o chefe do departamento de Recursos Humanos do HOL, Sérgio Guimarães.

Certificado como Centro de Alta Complexidade em Oncologia e Hospital de Ensino pelo Ministério da Saúde (MS), o Ophir Loyola vem se especializando cada vez mais no tratamento multidisciplinar das doenças crônico degenerativas. O diretor clínico Joel de Jesus enfatizou a importância da unidade para o estado do Pará e do comprometimento das equipes multidisciplinares nas diversas áreas de atuação.

“Sejam bem-vindos a uma instituição de 107 anos que tem o objetivo de oferecer a maior qualidade de atendimento aos nossos pacientes dentro das nossas possibilidades. Parabéns pela aprovação e que possam desempenhar da melhor maneira possível a missão que estão assumindo hoje, trabalhar em prol dos nossos pacientes”, disse o diretor clínico.

Roberta Tavares foi aprovada para o cargo de médico hospitalista. "Assistindo a essa explicação sobre o Projeto Lean nas Emergências implantado aqui, compreendo que é justamente isso que esperamos de um hospital público, um tratamento de qualidade do início ao fim. Me encheu de esperança de fazer um trabalho humanizado", enfatizou.

Já Allynne Barbosa, que agora faz parte da equipe de Enfermagem, está ansiosa para começar a trabalhar no hospital em que estagiou. “É a realização de um sonho. Tive a oportunidade de estar aqui como aluna na época do estágio e poder retornar como servidora é uma honra. Quero contribuir o máximo possível", afirmou.

"O hospital, pelas apresentações vistas, demonstra muita preocupação com os usuários. Foi solicitado que colocássemos a humanização como uma das principais linhas de trabalho e eu espero ajudar com a organização e o funcionamento desta casa de saúde", disse a nova agente administrativa, Walnessya Costa.

O certamente teve aproximadamente 3 mil inscritos, os cargos mais disputados foram os de assistente administrativo, técnico de Enfermagem e auxiliar operacional. O processo foi composto de três fases: inscrição, de caráter habilitatório; análise curricular, de caráter classificatório e eliminatório; e entrevista (somente para as funções de nível superior), de caráter eliminatório e classificatório.

Por Lívia Soares