Início » Noticia » Hospital recebe doação de lençóis do Grupo Ação Pensando Bem
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Hospital recebe doação de lençóis do Grupo Ação Pensando Bem

Localização

Brasil
BR

O Hospital Ophir Loyola recebeu a doação de  lençóis do grupo filantrópico Ação Pensando Bem, presidido por Carmem Peixoto, nesta segunda-feira (19). O grupo, que é reconhecido pelo compromisso social exercido há 15 anos, foi recebido pelo Secretário de Saúde Pública, Alberto Beltrame, pelos diretores administrativo e clínico do hospital, Faruk Amate e Joel de Jesus, respectivamente.

Durante o encontro, o secretário Alberto Beltrame afirmou ser importante a atuação de um grupo disposto a desenvolver atividades voluntárias no Ophir Loyola, onde existem diversas possibilidades de trabalhos com os pacientes e de elaboração de estratégias para o fortalecimento institucional.

Segundo Beltrame, em meio a uma breve discussão surgiram várias ideias, desde ações voltadas para pacientes em cuidados paliativos oncológicos até a organizações de cooperativas voltadas à produção de insumos para o hospital. “O voluntariado tem uma característica especial, é realizado por pessoas com vontade de contribuir com a sociedade com o tempo dedicado, capacidade, talentos, e esta casa de saúde somente tem a ganhar com a contribuição de um grupo tão comprometido”, assegurou.

“A dedicação de ‘profissionais da solidariedade’ é bem-vinda e transformam o ambiente. Sempre é bom exemplo de colaboração e humanidade a ser seguido. As ações desenvolvidas pelos voluntários fazem uma imensa diferença no hospital, que os recebe sempre de portas abertas", ressaltou o diretor Joel Monteiro de Jesus.

O grupo Ação Pensando Bem é atuante em ações de filantropia na sociedade paraense. Além de iniciar um trabalho integrado com a diretoria do HOL, já construiu abrigos, creches em Belém, Icoaraci e no município de Vigia e tem expandido as ações sociais para o interior do Pará.  “Ajudar o próximo é recompensante, é exercer um papel fundamental de contribuição social, por meio de ação responsável e humanizada ao assistir  pessoas que precisam de atenção, como as que estão em tratamento contra doenças tão complexas com o câncer”, afirmou Carmem Peixoto.

 

Por Leila Cruz