Início » Noticia » Ophir Loyola recebe R$ 780 mil da Fundação Itaú para combate ao coronavírus
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Ophir Loyola recebe R$ 780 mil da Fundação Itaú para combate ao coronavírus

Localização

Brasil
BR

A doação consiste em mil litros de álcool em gel, 25,5 mil máscaras cirúrgicas e 50,50 mil máscaras N95, o que representa uma economia em recursos que seriam gastos na compra desses materiais

O Hospital Ophir Loyola recebeu R$ 780 mil, a título de doação em Equipamentos de Proteção Individual (EPI's) da Fundação Itaú. A iniciativa direcionada à educação em saúde começou com uma doação de R$ 1 bilhão da instituição para financiar as atividades de combate à pandemia do novo coronavírus, sob consultoria do Hospital Sírio Libanês. É um apoio às iniciativas da saúde pública por todo o país em parceria com as secretarias estaduais e municipais de saúde.

Em abril deste ano, o hospital foi considerado apto a participar do Projeto Todos Pela Saúde (TPS), por já ser participante do Projeto Lean nas Emergências do Ministério da Saúde, ambos sob a tutoria do Hospital Sírio-Libanês de São Paulo. 

A metodologia do TPS elabora o Plano de Resposta Hospitalar baseado em dados técnicos e científicos com o objetivo de reduzir os efeitos da pandemia na unidade de saúde. Os dados são analisados diariamente no gabinete de crise, composto por um representante de cada área operacional, o qual mensura indicadores, pontua as dificuldades enfrentadas nas últimas 24h e traça metas de soluções a fim de garantir a integridade dos profissionais de saúde e uma assistência segura e com qualidade aos pacientes acometidos pela novo coronavírus.

“Atendemos pacientes oncológicos, renais e transplantados, os quais fazem parte do grupo de risco e são facilmente acometidos pela covid-19, portanto tivemos uma grande demanda na urgência. A metodologia indicada ajudou a gerenciar este cenário de crise em tempo real por meio do aplicativo Todos Pela Saúde” - Samanta Miranda, gerente do projeto no hospital. 

Esse trabalho é acompanhado pelo analista de Dados do Todos Pela Saúde, Sérgio Beltrão, que apoia a gestão do HOL na avaliação de dados como taxa de ocupação, uso de material descartável, alocação de recursos e equipamentos.

“O projeto tem como principais pontos de apoio as secretarias estaduais e municipais. Alguns hospitais têm um vínculo maior com o projeto em função de outras iniciativas como o Projeto Lean Nas Emergências do Ministério da Saúde, do qual faz parte o Ophir Loyola com um excelente desempenho. O Hospital tem feito o reporte das informações no aplicativo desenvolvido pela Fundação Itaú de maneira eficaz desde o início do enfrentamento da pandemia” - Sérgio Beltrão, analista de Dados do Todos Pela Saúde.

Segundo o analista, existem ações diárias nos hospitais para identificar as principais fragilidades, as quais são repassadas às secretarias e posteriormente à gestão do projeto em São Paulo, formada por um grupo de especialistas. “A doação é uma retribuição, baseada na análise dos indicadores e relatórios enviados à gestão do Projeto TPS”, informa.

 

A doação consiste em mil litros de álcool em gel, 25,5 mil máscaras cirúrgicas e 50,50 mil máscaras N95, uma economia em recursos que seriam gastos na compra desses materiais. O HOL dispõe de uma equipe de médicos, enfermeira e administrador, para gerenciar todos os indicadores, um legado conquistado com a metodologia lean. Por ser um Centro de Alta Complexidade em Oncologia, atende a maioria dos casos de câncer do Pará e, consequentemente, possui um alto consumo de EPI’s.

“Além dos nossos repasses de informações diários no aplicativo, estruturamos um painel de gestão visual, acessível também via mobile. O apoio da Fundação Itaú é muito significativo, mostra a real preocupação com o enfrentamento da Covid-19 que acomete os brasileiros que dependem da saúde pública no país”, destaca Samanta Miranda. 

Por Leila Cruz