Início » Noticia » Ophir Loyola é destaque em Workshop da Metodologia Lean em São Paulo
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Ophir Loyola é destaque em Workshop da Metodologia Lean em São Paulo

Localização

Brasil
BR

O Hospital Ophir Loyola foi um dos destaques no 2º Workshop de Capacitação da Metologia Lean realizado em São Paulo. A cada ano, em média, a urgência e emergência oncológica do hospital atende 39 mil pacientes e reduziu em 69% a superlotação na unidade, o tempo médio do paciente no pronto-socorro em 92% e o tempo médio de passagem com internação do usuário em 78%.

O Workshop contou com a participação de mais de 200 pessoas, entre representantes do Ministério da Saúde (MS), profissionais de instituições públicas de saúde e outros convidados. A enfermeira Samanta Miranda, gerente do Projeto Lean nas Emergências no HOL, apresentou o case de sucesso do Ophir Loyola que foi destaque no segundo ciclo do projeto realizado pelo MS em parceria com o Hospital Sírio-Libanês.

O projeto trouxe como resultado a redução do tempo de passagem do paciente na urgência até um leito de internação, resultando em uma assistência de melhor qualidade e redução da sobrecarga na Unidade de Atendimento Imediato. O projeto Lean integra o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS) e modernizou os processos de gestão do hospital com uma metodologia baseada em tempo e valor. E, consequentemente, contribuiu para um melhor atendimento no menor tempo possível, racionalização de recursos e melhor uso de espaços e materiais. 

O cenário formado por um número excessivo de macas nos corredores do pronto atendimento atestado no início do projeto, já não existe. “Hoje temos fluxos internos bem definidos. Acompanhamos o curso do usuário desde o momento da entrada até a saída do hospital. Estabelecemos fluxistas e contratamos médicos hospitalistas para agilizarmos os diagnósticos, as prioridades, e definirmos a necessidade específica de tratamento de cada paciente”, informa Samanta.

Em setembro, o hospital atendeu 2.899 pacientes na Unidade de Atendimento Imediato, valor esse que representa uma redução de 1,30% em comparação ao mês anterior (agosto/2019). “O tempo de permanência dos pacientes no setor de urgência foi de 3,15 horas, considerado um tempo muito bom em comparação ao tempo do mês anterior que foi de 3,32 horas. A cada mês, conquistamos melhorias nos processos, em setembro conquistamos uma redução de 5,12% ”, informou o administrador do Projeto Lean nas Emergências no HOL, Walace Santos.

Os dados apontam que dentre esses pacientes atendidos, 5 % apresentou faixa etária de 19 a 29 anos, 53% de 30 a 59 anos e 42% faixa etária maior ou igual a 60 anos de idade. A maior procura por atendimento é por dor crônica na urgência oncológica. Todos os pacientes recebem assistência conforme os tipos de emergências e parâmetros de essencialidade conforme a classificação de risco.

As ferramentas implantadas no Ophir Loyola são monitoradas pelo Superintendente do Instituto Central do HOL, Salomão Kawage, que avalia os indicadores necessários ao planejamento das ações contínuas nos processos, como a metodologia 5S- programa de gestão de qualidade que visa aperfeiçoar aspectos como organização, limpeza e padronização; o Dailly Huddle, que são reuniões rápidas e diárias para trazer soluções aos problemas; o Plano de Capacidade Plena e outras ferramentas de gestão.

Para o superintendente, um projeto com uma cultura permanente de melhorias é fundamental para o futuro institucional. “Quando o hospital for reformado e/ou ampliado, será mais fácil o entendimento dos fluxos e processos, que já estarão definidos. Estabelecer métodos em uma gestão é garantir um aprimoramento contínuo de processos e, assim, replicar as boas práticas no hospital”, afirma Kawage.

Por Leila Cruz com informações da equipe do Projeto Lean nas Emergências  do HOL.