Início » Noticia » Campanha em prol da segurança do paciente
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Campanha em prol da segurança do paciente

Localização

Brasil
BR
O Hospital Ophir Loyola realizou, nesta segunda-feira (23), uma ação pelo Dia Mundial da Segurança do Paciente, celebrado no último dia 17 de setembro. Criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a data tem como objetivo alertar sobre a importância da assistência segura. 
 
O tema da campanha deste ano é "Segurança do Paciente: uma prioridade de saúde global", com o slogan “Vamos Lutar pela Segurança do Paciente!”. O objetivo é mobilizar gestores, profissionais de saúde, pacientes, familiares e cuidadores, para reconhecer a importância da temática como uma prioridade da saúde.
 
O Instituto Brasileiro de Segurança do Paciente (IBSP) estima que existam 421 milhões de internações no mundo anualmente e, aproximadamente, 42,7 milhões de eventos adversos ocorram em pacientes durante essas hospitalizações. As estimativas mais recentes indicam que o dano ao paciente é a 14ª principal causa de morbidade e mortalidade em todo o mundo.
 
Segundo a enfermeira Camila Negrão, integrante do Núcleo de Segurança Hospitalar, a campanha surgiu após um cenário de quantidades altas de mortes decorrentes de eventos adversos, sendo instituída para as instituições de saúde irem de encontro a esses números e conseguirem revertê-los.
 
“Temos como foco as seis metas da OMS, que é a identificação correta do paciente, a comunicação efetiva, o uso seguro de medicamentos, a cirurgia segura, a higienização das mãos, a prevenção de quedas e a prevenção de lesão por pressão. Além dessas metas, estamos trabalhando também o adorno zero, que é uma política da instituição", ressalta Camila Negrão.
 
Durante a campanha no HOL, também foi lançada uma gincana que avaliará o consumo de álcool líquido por paciente/dia nas clínicas. A meta estabelecida pela OMS é de 20ml/paciente por dia e a clínica que se destacar na utilização do álcool e em todas as metas, além do não uso do adorno, ganhará uma premiação.  "Estamos empenhados em reduzir esses números e em sempre prestar uma assistência de qualidade ao nosso paciente", destaca Camila.
 
Por Lívia Soares